Fanatismo religioso

O fanatismo se caracteriza pelo fato de concentrar todas as energias em uma única realidade, de maneira cega, ignorando os outros, seja as suas ideias ou as situações que vivem. Portanto existe fanatismo quando coloco aquilo que penso como realidade suprema, minimizando tudo o que está em volta de mim, julgando todo o resto como sem importância.
Aplicar isso à vida religiosa, significa julgar a própria prática de fé como a única possível, excluindo a desvario todo e qualquer diálogo com quem não pensa como eu. O diálogo existe exclusivamente como tentativa de trazer o outro para a “minha estrada”. Isso leva a um extremo egoísmo, embora camuflado a falsa vontade de fazer o bem aos outros. Ficamos cegos e pensamos que quem não está conosco está perdido. Até mesmo “Deus perde”, em certo sentido, a sua importância: vale aquilo que eu penso que seja justo, daquilo que o pastor disse ou aquilo que julgo querer dizer a Bíblia.
Em relação à Bíblia, um fanático a lê com olhar unilateral, muitas vezes de modo literal, sem olhar o percurso que a interpretação bíblica fez e, principalmente, sem a busca de conhecimento e estudos que faz com que o foco seja a Bíblia e não as suas ideias. O fundamentalista explora a Bíblia buscando frases feitas, extraindo do seu contexto, usando-as para fundamentar as próprias ideias e justificar as próprias escolhas.
Um religioso sério deve ser claramente convicto da própria religião, seguindo o Deus em que acredita. Ao mesmo tempo precisa ter abertura, aceitar a diferença, o diálogo. Também o religioso sério expõe as próprias ideias sobre Deus, sobre a teologia, lê a Bíblia e a condiz  com o ambiente em que vive. Todavia é capaz também de escutar alguém que não crê, estabelecer um verdadeiro diálogo, sem pensar que o outro será salvo só se vier na própria igreja.
Concluindo, um religioso verdadeiro não é nunca um “simples religioso”. Toda pressão religiosa deve ter sempre dentro de si mesma uma convicção e não fanatismo, que só segue aquilo que pensa ser certo para si mesmo. A diferença de um religioso para um fanático  está na abertura em relação aos outros, que deriva da própria ideia que se tem da fé e do Deus em que se acredita. Se julgo o outro como alguém que está errado e eu certo, não tem em si uma conotação saudável no sentido espiritual. Portanto é um já é mal sinal, um verdadeiro fanatismo.

A RELIGIOSIDADE 

Ritos, confissões, cânticos, manifestações de poder ou milagres, assembleias, eventos, rotinas religiosas, etc. são sinais externos e palpáveis que as pessoas gostam como base para sua fé. Em meio a essas ideias se percebe e se vê ritos sem a verdadeira presença de Deus, situações que culminam na criação  divergências e confusões religiosas.
São essas expressões externas da fé que chamo de religiosidade, as coisas reais que dão segurança da existência daquilo em que cremos e confessamos. Porém há um grande  perigo de valorizarmos apenas essas expressões externas da nossa fé cristã sem, no entanto cuidarmos da parte interna, a verdadeira espiritualidade.
A religiosidade é na verdade aos olhos do do homem religioso o aprender  os ensinos de Cristo.
A religiosidade é ainda a prática somente da forma externa da religião e o esquecimento das ações da fé, que resultam do contato amoroso com Jesus e na comunhão com outros que acreditam e devotam a mesma fé que nós, sem exageros ou preconceitos fanáticos de quem tem outras ideologias, porem crendo na palavra de Deus com fervor e amor, sem julgar o próximo. Ao contrário disso, o falso religioso e fanático, tende a esconder ou a disfarçar a sua realidade interna, com atos públicos que dão a impressão de dedicação  a causa de Cristo, quando na verdade não há compromisso com o Reino de Deus.

O FANATISMO RELIGIOSO 

O fanatismo religioso é sempre irracional e infundado, ou fundado para aqueles que o vivem. Em todos os casos se alimentam de experiências pessoais emocionais, que se tornam egoístas.
O fanático exalta o exótico, o extravagante, o mundo fora do comum, até mesmo fora da realidade do cristianismo. Mas o fanático é sempre um “fogo de palha”, que impressiona muito no momento, pelo seu ar de inerrância, super “santo”, no entanto, é passageiro.
O fanatismo separa-nos das outros seres humanos, desprezando o próximo como indigno das mesmas experiências, ou que as experiências dos outros são puras “heresias”. Dessa forma o fanatismo nos distancia do mundo real pelo envolvimento em atividades emocionais, própria ou de outros.
Em fim, o fanatismo fica contente apenas com suas experiências emotiva e comovente infundada sobre um determinado assunto, uma doutrina “nova” ou doutrinas velhas revistas, um comportamento.
Jesus reservou suas críticas mais pesadas e suas advertências mais fortes para aqueles que somente se ocupam da religiosidade. Os fariseus ficaram na mira de Jesus, pois eram desses que somente valorizavam a forma externa da religião (Lc 18,9-14).

A ESPIRITUALIDADE 

Somos por Jesus desafiado a buscar uma espiritualidade verdadeira. O texto de Êxodo 20,4-6 reconhece o perigo de substituir a fé verdadeira por atos externos. Com isso não quero dizer que não devamos mostrar a nossa fé por elementos externos, longe de mim, fazer assim é bom e enriquece o símbolo cristão. Tendo isso em mente podemos ter nossos atos externo de fé, quando as nossas práticas exteriores, na verdade, são reflexo daquilo que dispomos no nosso interior e do compromisso sério com Deus e sua causa.
O que é quero advertir é que a espiritualidade tem haver com as nossas atitudes, nossas ações decorrentes e motivos com que adoramos a Deus. A espiritualidade é participação ativa e alegre na vida em comunidade, que baseia no compromisso por pela causa do evangelho e tende a ser solidário. A espiritualidade leva-nos a sofrer junto com e por alguém, nos envolvendo com as dificuldades dos outros, a compreender as limitações de quem está caminhando junto com o outro. Opera dentro dos das experiências normais e naturais da vida humana.
A natureza da espiritualidade é duradoura, embora menos espetacular. Leva a pessoa a relacionamentos humanos e compromisso de transformar o sentimento que o evangelho de Cristo causou em nós em atitudes práticas com o próximo. Ela dispensa os significados preconceituosos de emoção.
A espiritualidade é compreendida como algo que faz o homem participar da vida. A vida atualizada, que cria possibilidades diante da finitude. A espiritualidade como amor é a tendência que conduz à união do que está separado, as nossas diferenças. Esse amor é descrito como a reunião do que está separado, para dar sentido à vida como atualização. Toda experiência de amor, deve estar fundada originalmente numa experiência do ser doadora de sentido para Deus em nós e para o próximo.
A espiritualidade é o amor que reúne os homens pelo bem superior, o bem do próximo, protótipo do amor de Deus pelo homem. Essa forma amorosa é colocada como mais elevada por estar mais próxima do ser do homem e do “Ser Deus”.
A espiritualidade é espiritualidade quando nos leva a amar a Deus, independente da forma exterior, e ao próximo, como do nosso amor por Deus, na sua forma mais real. Esse foi o imperativo da pregação de Cristo.

CONCLUSÃO:

Sem cair num vazio religioso, somos convidados por Jesus para buscar a verdadeira espiritualidade. Orar, sem, no entanto usar vãs repetições ou aquelas palavras mirabolantes, querendo encantar quem nos ouve orar. Somos chamados a ler a Bíblia, sem nos orgulharmos da nossa capacidade de memorizar muitas passagens bíblicas e da capacidade de utilizar muitas palavras para ganhar outros em argumentos.
O desafio também é para termos uma participação assídua na Igreja, sem aquela propaganda de nós mesmos. Somos chamados a praticar todos os atos de piedade, mas sem condenar aqueles nossos semelhantes que acompanham nosso ritmo de vida religiosa. Viver a nossa fé, por termos um compromisso sério com a vontade de Deus e a pregação de Jesus, procurando fazer sua vontade com todo o nosso ser, sem desprezar o próximo nem marginalizá-lo.

Post  em nosso outro blog

https://apocalipseverdadetotal.blogspot.com.br/2016/05/fanatismo-religioso.html

Os sinais da vinda de Cristo

Não é novidade para ninguém de que este mundo está indo de mal a pior. As pessoas comentam todos os dias sobre o quanto as coisas pioraram nos últimos anos. A crise financeira vem chegando em todo o mundo e o terror está em todo lugar, mas muitos não percebem que esses são sinais claros de que a volta de Jesus está próxima. A Bíblia dá os sinais de que este grande dia está para acontecer, mas não diz a data e hora, como tem sido anunciada por muitos. Veja:

Mestre”, perguntaram eles, “quando acontecerão essas coisas? E qual será o sinal de que elas estão prestes a acontecer?” Ele respondeu: “Cuidado para não serem enganados. Pois muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Sou eu! ’ e ‘o tempo está próximo’. Não os sigam. Quando ouvirem falar de guerras e rebeliões, não tenham medo. É necessário que primeiro aconteçam essas coisas, mas o fim não virá imediatamente”. Então lhes disse: “Nação se levantará contra nação, e reino contra reino. Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em vários lugares, e acontecimentos terríveis e grandes sinais provenientes do céu… Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações se verão em angústia e perplexidade com o bramido e a agitação do mar. Os homens desmaiarão de terror, apreensivos com o que estará sobrevindo ao mundo; e os poderes celestes serão abalados. Então se verá o Filho do homem vindo numa nuvem com poder e grande glória. Quando começarem a acontecer estas coisas, levantem-se e ergam a cabeça, porque estará próxima a redenção de vocês” (Lucas 21:7-11;25-28).
Vemos hoje em dia a desigualdade social cada vez maior e o egoísmo tomando conta das pessoas. Estupros, assassinatos, exploração sexual, tráfico, corrupção etc. É cada um por si e todos buscando seus próprios interesses, não se importando em prejudicar os outros. Tudo isso são sinais de que a volta de Jesus está próxima:

Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis. Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios, sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem, traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afaste-se também destes” (2 Timóteo 3:1-5).

Jesus também disse em Mateus 24:24:
Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível, enganar até os eleitos” (Mateus 24:24).

Essa passagem mostra que o fim dos tempos será repleto de sinais e milagres, mas muitas dessas manifestações são enganosas, vindas de Satanás para tentar enganar os escolhidos de Deus. Muitas pessoas também começarão a dizer que virá um tempo de paz e segurança no mundo todo e que toda guerra acabará, mas não acredite, pois a Bíblia diz que a destruição será cada vez maior até a volta de Jesus. Veja:

Irmãos, quanto aos tempos e épocas, não precisamos escrever-lhes, pois vocês mesmos sabem perfeitamente que o dia do Senhor virá como ladrão à noite. Quando disserem: “Paz e segurança”, então, de repente, a destruição virá sobre eles, como dores à mulher grávida; e de modo nenhum escaparão. Mas vocês, irmãos, não estão nas trevas, para que esse dia os surpreenda como ladrão” (1 Tessalonicenses 5:1-4).

Além disso, um ódio muito grande se levantará contra os cristãos. Nós sabemos que Satanás sempre perseguiu o povo de Deus querendo destruí-los. Assim que Jesus ressuscitou, o império romano começou uma perseguição forte contra os cristãos no Coliseu, lançando-os para os leões, queimando-os vivos, matando por espada e de tantas formas terríveis, mas a ONU fez um levantamento e mostrou que nunca houve tanta perseguição como nos dias de hoje. Estima-se que mais de 100.000 cristãos são mortos todo ano em todo o mundo, ou seja, um cristão é perseguido e morto a cada 5 minutos, sem contar aqueles que a ONU não fica sabendo. Jesus disse que esse seria um sinal do fim dos tempos:

“Então eles os entregarão para serem perseguidos e condenados à morte, e vocês serão odiados por todas as nações por minha causa” (Mateus 24:9)

Outros dois sinais muito visíveis do final dos tempos foram revelado pelo Espírito Santo ao profeta Daniel:

“muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará” (Dn 12:4).

Daniel profetizou dois eventos importantes e o primeiro deles é que: “muitos correrão de uma parte para outra“. Essa profecia se cumpre em nossos dias com o aumento de viagens que as pessoas fazem diariamente a qualquer lugar do mundo, seja de avião, carro, navio etc. São milhões de pessoas que estão no trânsito todos os dias e nunca houve um número tão grande de viajantes por toda parte como nos últimos 30 anos.

Daniel também afirmou que: “o conhecimento se multiplicará”. No final do século passado houve uma explosão em avanços tecnológicos em todas as áreas. Indústrias, produções em série, internet no mundo todo etc. Na área da medicina, por exemplo, hoje já é possível fazer uma cirurgia na criança ainda na barriga da mãe. O dinheiro está cada vez mais virtual, através dos cartões de crédito, internet banking etc. Você já percebeu que o dinheiro em papel está acabando? Tudo isso são sinais de que estamos no fim dos tempos. Além destes sinais antes da volta de Jesus, existem muitos outros, e tudo praticamente já se cumpriu. Ainda assim, muitos duvidam e dizem que essas coisas sempre existiram e que as gerações passadas também achavam que Jesus voltaria na época deles. Mas devemos tomar muito cuidado, pois agora os sinais estão muito claros e não podemos ser pegos de surpresa, vivendo uma vida desobediente à Palavra de Deus. Se você ainda não se arrependeu e aceitou Jesus como seu único Senhor e Salvador, Jesus te ama e está esperando que você se arrependa. Veja este alerta da Palavra de Deus:

“Antes de tudo saibam que, nos últimos dias, surgirão escarnecedores zombando e seguindo suas próprias paixões. Eles dirão: “O que houve com a promessa da sua vinda? Desde que os antepassados morreram, tudo continua como desde o princípio da criação“. eles deliberadamente se esquecem de que há muito tempo, pela palavra de Deus, existiam céus e terra, esta formada da água e pela água. E pela água o mundo daquele tempo foi submerso e destruído. Pela mesma palavra os céus e a terra que agora existem estão reservados para o fogo, guardados para o dia do juízo e para a destruição dos ímpios. Não se esqueçam disto, amados: para o Senhor um dia é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Pelo contrário, ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento. O dia do Senhor, porém, virá como ladrão. Os céus desaparecerão com um grande estrondo, os elementos serão desfeitos pelo calor, e a terra, e tudo o que nela há, será desnudada. Visto que tudo será assim desfeito, que tipo de pessoas é necessário que vocês sejam? Vivam de maneira santa e piedosa, esperando o dia de Deus e apressando a sua vinda” (2 Pedro 3:3-12).

 By:  Pastor Antônio Junior
Post em nosso outro blog

Encontrada a arca de Noé

arca-de-noc3a9-comportaria-70-mil-animais-diz-estudo

http://lh3.googleusercontent.com/-EdhJsa0wf3E/VgnF_Vn8bJI/AAAAAAABMLo/JVHOYAm2VPY/A%252520arca%252520de%252520No%2525C3%2525A9%25252001_thumb%25255B2%25255D.jpg?imgmax=800

Muitas vezes nos surpreendemos com a nossa própria falta de conhecimento sobre a história. As pessoas comuns estão com fome  da verdadeira informação, mas as organizações responsáveis por divulgar esses fatos parecem querer nos manter cegos.

Isto é especialmente verdadeiro quando se trata de antiga história humana. Eu não vou prendê-lo a suspenses com este artigo, mas tenha a certeza de que a arca de Noé encontrada, é real. Vou descrever a evidências em alguns detalhes e terminar com as implicações históricas e religiosas.

Como foi descoberta Em 1959, o capitão do exército turco Llhan Durupinar, descobriu uma forma incomum ao examinar fotografias aéreas de seu país. A forma suave, maior do que um campo de futebol destacava-se o terreno acidentado e rochoso, a uma altitude de 6.300 pés, perto da fronteira turca com o Irã.

A arca de Noé 02

O Capitão Durupinar estava familiarizado com os relatos bíblicos da Arca e sua associação com o Monte Ararat, na Turquia, mas ele estava relutante em chegar a conclusões precipitadas.

A região é muito remota, mas era habitada por pequenas aldeias. Não há relatos anteriores de um objeto estranho isso tinha sido feito antes. Então ele enviou o negativo fotográfico para um especialista em fotografia aérea famoso chamado Dr. Brandenburger, na Universidade Estadual de Ohio.

Brandenburger foi o responsável por descobrir as bases de mísseis cubanos durante a era Kennedy a partir de reconhecimento de fotos, e depois de estudar cuidadosamente a foto, ele concluiu: “Eu não tenho nenhuma dúvida, que esse objeto é um navio”.
Em toda a minha carreira, eu nunca vi um objeto como este em uma foto estéreo.

A arca de Noé 03

Em 1960, (a imagem acima) foi publicado na revista Life, sob o título de Noé. Naquele mesmo ano, um grupo de americanos acompanhou o capitão Durupinar ao site por um dia e meio. Eles estavam esperando para encontrar artefatos na superfície ou algo que seria, sem dúvida, relacionada a um navio de algum tipo. Então fizeram algumas escavações na área, mas não encontrou nada conclusivo e anunciou ao mundo que esperava ansiosamente que parecia ser uma formação natural.

Em 1977, Ron Wyatt visitou o local. Obtendo permissão oficial, Ron e outros realizaram uma pesquisa mais aprofundada ao longo de um período de vários anos. Eles usaram exames de detecção de metais, e análise química – a ciência real – e seus resultados foram surpreendentes. A prova era inegável. Esta foi a Arca de Noé.

visual Evidência

A primeira parte do estudo foi examinar o objeto e tomar suas medidas. A forma parecia casco de um navio. Uma extremidade foi apontada como uma proa (abaixo) e do lado oposto foi contundente como uma popa. A distância da proa à popa foi de 515 pés, ou exatamente 300 cúbitos egípcios. A largura média era de 50 côvados. Estas foram as medidas exatas mencionadas na Bíblia.

A arca de Noé 04

A estibordo (direita) perto da popa havia quatro protuberâncias verticais salientes da lama [B], em intervalos regulares, que estavam determinados a ser os “reforços” do casco (ver abaixo). Oposto a isso, no lado da porta, uma única costela [A] se projeta a partir da lama. Você pode ver sua forma curva muito claramente. Em torno dele são mais reforços, ainda em grande parte enterradas na lama, mas visível após um exame minucioso. Lembre-se que este objeto, se for a Arca, é extremamente antiga. A madeira foi petrificada. A matéria orgânica foi substituída por minerais da terra. Apenas as formas e traços da madeira original permanecem. Talvez por isso, a expedição, em 1960, ficou desapontada.
http://lh3.googleusercontent.com/-3udtyGHp-Mc/VgnGIuNwI5I/AAAAAAABMMI/6ISvnaTvmHE/A%252520arca%252520de%252520No%2525C3%2525A9%25252005%25255B5%25255D.jpg?imgmax=800
A arca de Noé 06

A partir da posição do objeto no meio de uma lama, é óbvio que o objeto escorregou mais de uma milha de sua localização original. Os geólogos acreditam que foi originalmente mais de 1000 metros mais alto na montanha e envolto em uma concha de barro endurecido. Eles acham que um terremoto em 1948 encheu o shell de lama revelando a estrutura. Isto é confirmado por histórias dos moradores ao redor que dizem de sua “aparição repentina” em torno desse tempo.

A arca de Noé 07

Relatos bíblicos da Arca descrevê-lo como tendo até seis níveis. A forma assumida parece ser consistente com a protuberância [C] no meio do objeto. De fato, o radar da estrutura sugerem que essa protuberância é o entulho recolhido destes níveis.Embora a maioria das pessoas pensa da Arca como retangular, que só se aplica às plataformas superiores. A forma elegante do casco é necessário para permitir que o enorme navio manter-se estável na água e sobreviver a ondas enormes.

Radar de penetração no solo/ Radar de Prospecção Geotécnica

O olho humano precisa ver a luz refletida para reconhecer um objeto. Para visualizar o que fica abaixo da terra, os cientistas usam micro-ondas que podem penetrar no solo e saltar para trás quando bater em algo sólido. Esta técnica é utilizada para localizar o petróleo e outros minerais. Chamado Radar penetrante (GPR), o aparelho nos mostra a partir de uma antena que transmite, em seguida, escuta para receber o “eco” e imprime o resultado sobre um pedaço de papel. O atraso e a força deste eco mostra aos geólogos como sólida e em que profundidade os objetos que estão sob a terra.

A arca de Noé 08

A equipe de geólogos não escanearam todo o objeto. Em vez disso, eles marcaram as linhas que cruzavam o objeto com fita amarela. Em seguida, eles arrastaram a antena (aproximadamente do tamanho de um cortador de grama) sobre as linhas e observou a saída do gravador de papel. Quando eles tem um forte impacto – o que significa que havia algo sólido debaixo – que iria gravar a posição na fita [acima].

Mais tarde, quando eles fizeram um mapa do objeto, a fita e a localização dos impactos eles perceberam que havia de fato uma estrutura debaixo da lama.”Esses dados não representam geologia natural. Estes são estruturas feitas pelo homem. Estas reflexões estão aparecendo muito … muito periodicamente .” – Ron Wyatt da equipe SIR Imagem
As caixas do radar revelou esta estrutura [acima] sob a lama. A simetria e lógica da localização desses objetos mostra que esta é sem dúvida uma estrutura artificial, provavelmente a Arca de Noé.

Artefatos recuperados da Arca

 

Usando o GPR, Ron Wyatt descobriu uma cavidade aberta no lado estibordo. Ele usou uma furadeira improvisada para fazer a amostra de núcleo dentro dessa cavidade e recuperar vários objetos muito interessantes. Abaixo você pode ver os artefatos que foram enviadas para análise laboratorial. À esquerda está o furo [ver abaixo], seguido pelo que acabou por ser esterco petrificado animal, em seguida, um chifre petrificada e, finalmente, uma mecha de cabelo do gato.

A arca de Noé 09

Artefatos ainda mais surpreendentes foram encontrados.Talvez o mais significativo a partir d encontrar a Arca em si é um pedaço de madeira petrificada. Quando isso foi encontrado pela primeira vez parecia ser uma grande viga.

Mas, após um exame mais próximo é na verdade três pedaços de prancha que foram laminadas em conjunto com algum tipo de cola orgânica! Esta é a mesma tecnologia usada na compensado moderno. Laminação faz a força total da madeira muito maior do que a força combinada dos pedaços. Isto sugere um conhecimento de construção muito além de qualquer coisa que soube que existia no mundo antigo.

A arca de Noé 10

Talvez a descoberta mais significativa a partir da própria Arca é um pedaço de madeira petrificada. Quando isso foi encontrado pela primeira vez parecia ser uma grande viga.
Mas,após um exame mais detalhado , descobriu que é realmente três pedaços de tábuas que foram laminadas em conjunto com algum tipo de cola orgânica! Esta é a mesma tecnologia usada na contraplacado moderna.

Laminação faz a força total da madeira muito maior do que a força combinada dos pedaços. Isto sugere um conhecimento de construção muito além de qualquer coisa que soube que existia no mundo antigo.Testes por Galbraith Labs em Knoxville, Tennessee, mostraram que a amostra contém mais de 0,7% de carbono Orgânico, de acordo com madeira fossilizada. A espécime foi uma vez a matéria viva. O exame revela a cola escorreu das camadas. A parte externa da madeira parece ter sido revestida com betume.

A analise ainda mais surpreendente feitas em laboratório não só revelou que a madeira petrificada continha carbono (provando que era de madeira ) mas havia pregos de ferro [acima, à direita] embutido na madeira! Nós gostamos de imaginar que a humanidade evoluiu em uma seqüência pura de eras, cada um com o nome da tecnologia que foi descoberta. Temos a Idade da Pedra (onde o homem desenvolveu setas e ferramentas de pedra), a Idade do Bronze (onde metais e aqueceu-se para fazer ferramentas e utensílios domésticos) e, finalmente, a Idade do Ferro (onde os objetos de ferro e aço foram feitas pelo aquecimento do minério de ferro e adição de outros materiais – como carvão vegetal – para fortalecê-la).

A Idade do Ferro é geralmente colocado em 1200-1000 aC, ainda temos pregos de ferro que está sendo usado nessa construção extremamente antiga. O achado mais surpreendente foi descoberto com detectores de metais sensíveis. A equipe localizado vários impactos fortes que, quando desenterrados, revelaram grandes rebites em forma de disco. A partir da simples observação do metal, foi possível ver que o rebite tinha sido martelada depois de ser inserido através de um furo [abaixo].

A arca de Noé 11
Uma análise do metal usado para fazer os rebites revelou que eram uma combinação de ferro (8,38%), alumínio (8,35%) e titânio (1,59%). Lembre-se estes metais traço sobreviveram petrificação e assim não indicam o conteúdo exato do material original. (Ver Relatório da Galbraith Labs )

Sabemos que o alumínio foi incorporado na mistura de metal por que não existe na forma metálica na natureza. Isto implica um conhecimento extremamente avançado de metalurgia e engenharia. Características de uma liga de ferro-alumínio têm sido investigados em  The Chemical Bulletin russo  (2005) e revelam que esta liga, forma uma película fina de óxido de alumínio, que protege o material de ferrugem e corrosão. A adição de titânio iria proporcionar uma resistência adicional. Este parece ter funcionado. Os rebites sobreviveram da antiguidade! 

As áreas circundantes

Vários quilômetros do local da Arca, foram descobertas pedras enormes, algumas de pé, enquanto outras no chão.Estas pedras, pesando muitas toneladas, têm buracos esculpidos nelas. Os cientistas determinaram que fossem âncoras e os buracos teria sido o seu apego a um navio com corda de cânhamo.
A arca de Noé 12

Muitas vezes, essas pedras têm cruzes esculpidas nelas, de séculos atrás, quando os peregrinos fizeram a viagem para visitar a Arca , ela era bem conhecida na Idade Média e mesmo antes. E a sua localização foi registrada em muitos documentos históricos.

“E a arca repousou no sétimo mês, no dia dezessete do mês, sobre os montes de Ararat E as águas foram minguando até o décimo mês:. No décimo mês, no primeiro dia do mês, apareceram os cumes dos montes. ” – Gênesis 8:4-5

A Epopéia de Gilgamesh (650 aC) dá Mt. Nisir como o local de desembarque da Arca. O nome do local onde a Arca foi encontrada é Nasar. Anais da Ashurnasurpal II da Assíria (833-859 aC) coloca ao sul do rio Zab (correto).

Teófilo de Antioquia (115-185 dC), disse que a Arca podia ser vista em seu dia nas montanhas da Arábia. Mais tarde Padres da Igreja também mencionam a Arca em meados do século 7. No século 13, Willam, um viajante, declarou pela primeira vez que o Monte. Geographia de Ptolomeu (1548) menciona as montanhas da Armênia como o local de desembarque. O mesmo acontece com o viajante Nicolas de Nicolay (1558).

As enormes âncoras teria sido suspensa da quilha do navio. Esta era uma prática comum entre os antigos marinheiros para estabilizar um navio pesado e garantir que o arco ficasse sempre de frente para as próximos -ondas. Esta é mais uma prova de que a Arca de Noé era uma realidade e que foi realmente encontrada na Turquia

Créditos e agradecimentos:
Dan Eden para Viewzone

 

 

Arquivos de guerra-Uma mensagem de Deus ao mundo

Durante toda sua estada aqui o homem tem se auto aniquilado e a toda criação de Deus, e em meio a todo esse caos muitos se perguntam porque Deus permite isso! Porém se esquecem de quantas vezes já houve castigos sobre a terra e sobre a humanidade. Deus traçou um plano maravilhoso, não de juízo, mas de perdão e redenção, onde seu filho Jesus Cristo veio, padeceu e sofreu por você, por mim e por toda a humanidade. A parte dele foi feita, agora aguardamos a consumação dos tempos, onde todas as profecias bíblicas estarão cumpridas e o juízo será inevitável. Muitos se esquecem que Deus ainda prolonga os dias para que muitos possam vir a se arrepender e serem salvos. Como Cristo mesmo disse, ele não julga ninguém, mas a própria palavra e o que dissermos naquele dia nos julgará. Lá não funcionará as tramoias, os contatos influentes, o doutorado nem o sangue azul, mas o que realmente irá contar será termos aceitado a palavra de Deus em nossos corações e vivido não para nós, nem para o mundo, mas para Cristo.

Apocalipse Verdade Total.

A pedra de Gabriel

Ocorreu recentemente um evento/palestra em Jerusalém a respeito de uma pedra (encontrada em 2007), datada da época contemporânea à Jesus (século I), onde nela é citada uma conversa entre o anjo e um profeta em língua hebraica antiga. Eles falam a respeito de uma ressurreição após 3 dias*. Ele foi exposto pela primeira vez ao público junto com outros achados como cópias da Bíblia, fragmentos de manuscritos do Mar Morto e do Códex de Damasco.

Gabriel é citado pelos judeus em uma passagem de Daniel, pelos cristãos em Lucas por exemplo e pelos muçulmanos, quando este entrega ao velho Maomé, o alcorão.

Desde os achados mais antigos encontrados a algumas décadas, esse parece ser de bastante importância para os que creem e para os que estudam as Sagradas Escrituras.

Esse é o convite para a palestra realizada em 11/06/2013:

Palestra

Mais sobre o evento: GoJerusalem (site em hebraico)

*Está escrito na pedra que algo aconteceria após 3 dias, porém o que estava escrita se encontra apagado. Os teólogos interpretam que esse acontecimento está relacionado à ressurreição de Jesus.

Créditos: Mistérios da antiguidade

https://www.youtube.com/user/misteriosantiguidade

A paz que excede todo entendimento

Quando ouvimos as notícias temos muitas razões para ter medo. O que pode nos proteger contra tantos perigos? Dinheiro? Amigos? Aulas de defesa pessoal? Políticos?Tudo isso pode falhar. O mundo não pode nos dar verdadeira paz. Mas Deus pode, porque Ele nunca falha. Em Deus você pode ter paz, porque Ele é muito maior que os problemas. Deus está sempre do seu lado para lhe proteger e ajudar a superar todos os perigos.Coloque sua confiança em Deus e descubra a verdadeira paz!

Angeologia a doutrina dos anjos

Angeologia é o estudo dos anjos segundo as escrituras sagradas, e este assunto existe desde que Deus completou sua criação, sim, por que anjos são eternos, porém tiveram um início assim como nós, ou seja, segundo a bíblia eles foram criados juntamente com a criação. Muitas pessoas tratam a angeologia como mito ou seita, sendo que é um assunto totalmente ético no sentido cristão.

 

 

 

Projeto Blue beam – Os sinais dos tempos

Angeologia é o estudo dos anjos segundo as escrituras sagradas, e este assunto existe desde que Deus completou sua criação, sim, por que anjos são eternos, porém tiveram um início assim como nós, ou seja, segundo a bíblia eles foram criados juntamente com a criação. Muitas pessoas tratam a angeologia como mito ou seita, sendo que é um assunto totalmente ético no sentido cristão.

 

Use Messenger Reviver 2 to bring back Messenger and beat Skype

Jonathan Kay, MessengerGeek

Messenger Reviver 2

Download Messenger Reviver 2

March 12, 2015
Now Windows Live Messenger 2012 only
With the removal of the last servers supporting the older version of the Messenger protocol, versions of Messenger prior to Windows Live Messenger 2012 will no longer work.

If you’re using Windows XP, Mac OS X, Linux, or any other non-Microsoft Messenger client, you will need to either use Skype or the web-based Messenger client in Outlook.com.

Windows Live Messenger 2012 current issues:

  • When you sign in you will briefly see a message indicating that your e-mail address is not verified.  This started on on March 5th.  It can be ignored.
  • Hyperlinks will need to be copy/pasted to a browser as they presently don’t show up as a hyperlink.

Messenger Reviver 2 automatically installs, repairs and/or modifies Windows Live Messenger 2012, 2011, 2009, and 2008 as well as Windows Messenger to continue signing in despite being…

Ver o post original 1.028 mais palavras